São Paulo, SP – Depressão: Tratamentos, Causas, Sintomas

São Paulo, SP – Depressão é uma doença que precisa ser diagnosticada e tratada, o quanto antes se iniciar o tratamento melhor será a recuperação. A depressão afeta o estado emocional da pessoa, sendo a intensidade variável de uma pessoa para outra. A doença pode afetar o indivíduo em qualquer parte de sua vida, tanto na infância e juventude, como fase na adulta ou na terceira idade.

Estudos mostram que o Brasil é o país com maior número de pessoas com depressão da América latina, e que as mulheres têm o dobro de chance de terem depressão.

Os cinco tipos mais comuns de depressão são:

  • Depressão grave ou Depressão maior:  A depressão grave pode afetar o indivíduo de forma bastante severa, que o faz recolher e se esconder, podendo durar por longos períodos, semanas a meses. Pode ser que este nível de depressão afete o indivíduo apenas uma vez na vida.
  • Depressão incomum: é um subtipo da depressão grave ou maior, porém, de difícil diagnóstico, pois seus sintomas se confundem com algo que parece normal, como cansaço e estresse. Normalmente a pessoa com a depressão incomum não tem ideia do que realmente está acontece com ela.
  • Depressão leve ou distimia: esta é a mais comum, tem sintomas menos agressivos que a depressão maior, porém, podem ser muito mais duradouros, principal sintoma é tristeza constante.
  • Depressão pós-parto: em alguns casos após o parto, a mulher pode sentir-se muito irritada, muita tristeza e até pode causar a rejeição do bebê.
  • Transtorno afetivo sazonal: faz com que o indivíduo se sinta triste, estressado, tenso ou sem esperança durante o inverno, os sintomas podem permanecer até o fim do inverno.

Sintomas

A depressão causa muitos sentimentos negativos, como tristeza constante, comportamento pessimista, não se sentir bem consigo mesmo, ou seja, estar com autoestima sempre baixa e ter pensamentos sobre morte e/ou sobre suicídio.

Caso não seja tratada, a depressão pode levar a pessoa para o fundo do poço, levando a pensamento de que não há mais saída e que as coisas só irão piorar.

Tristeza excessiva e duradoura

Se entristecer é algo normal, em que todos passam em algum momento de sua vida, seja por uma morte de uma pessoa querida ou animal, derrota de seu time, uma demissão, enfim, vários fatores podem levar a tristeza. Porém, é a tristeza duradoura, muita das vezes sem motivo, que impede a pessoa de se levantar da cama, atrapalha seu cotidiano, faz o indivíduo se sentir sozinho e rejeitado.

Alteração do dono

Devido a tristeza e ansiedade, a depressão acaba contribuindo para a perca do sono. Além de dormir em quantidade insuficiente, as poucas horas de sono costumam ser agitadas, impedindo que o sono seja reparador.

Pensamentos pessimistas e negativos

A pessoa deixa de acreditar em si própria e pensamentos pessimistas e negativos tomam conta de sua vida. Pensamentos como: “o que estou fazendo vivo? Seria melhor se eu morresse”, “não adianta tentar, pois tudo vai dar errado”, surgem em sua mente.

Desânimo e preguiça

A pessoa perde a vontade e o interesse por coisas em que normalmente gostava de fazer.

Baixa autoestima

A pessoa se sente inferior aos demais em sua volta. O simples ato de se olhar no espelho lhe causa grande tristeza. Sente-se gordo(a) ou magro(a) demais, ou simplesmente não gosta da imagem que vê.

Causas

Não sabemos a real causa do surgimento da depressão, o que sabemos é que alguns fatores podem contribuir para o surgimento desta doença, como algum acontecimento marcante na vida, perda de um ente querido, bulling ou chantagem emocional, alterações hormonais ou em casos de doenças graves.

Tratamentos

O tratamento da depressão é feito com medicamentos antidepressivos. Entretanto, além do acompanhamento psiquiátrico, é de extrema importância que haja também um acompanhamento psicológico e apoio familiar.

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Está página foi lhe útil? Por Gentileza Compartilhe. É muito importante para nós!